foto%20sobre_edited.jpg

SOBRE A EXPOSIÇÃO

    Vivemos um momento de profundo debates a cerca da preservação da natureza, das políticas de proteção à Amazônia e ao meio ambiente como um todo. A conexão artística da fotografia de Moises Eustáquio com a natureza dos rios e lagos do interior paulista é resultado de sua sensibilidade, do cuidado em captar cores e movimentos que a olhos nus poderiam passar despercebidos, um desejo oculto que aflora no movimento entre a pausa na respiração e o click sob o olhar de uma tela natural, que se desnuda à percepção humana.    
   O potencial e a relevância desse projeto está em propiciar aos expectadores esse encontro sensivel com a natureza, provocando e resgatando uma experiência afetiva, talvez adormecida no indivÍduo pelo isolamento do mundo contemporâneo, fazendo-o SENTIR-SE natureza, provocando a compreensão de que é parte instrínseca e fundamental à sua existência. A linguagem artística da fotografia, por sua sensibilidade, é capaz de reestabelecer conexões perdidas pela humanidade ao longo de sua caminhada.